Chegando ao d'ella, encarou de perto a formosura intrepida, que sem receio olhava para elle firme, e um sorriso alegrou a sua physionomia carregada, certo ar de sincera admiração inculcou que não contára encontrar tanto valor. Vejo que não me enganaram! murmurou ao ouvido de Leonor. Tem mais animo, do que muitos homens.

Para vos ensinar a conhecer a criança e para vos ensinar a pelo seu conhecimento melhor aplicar e escolher os métodos que os vossos professores de pedagogia e de prática vos ensinam, para isso aqui estou. Ajudai-me com a vossa atenção e eu vos ajudarei com a minha experiência, com o meu modesto saber e com a minha dedicação a mais sincera. Está aberto o nosso curso dêste ano.

«No segundo mez, Vasco de Seabra disse-me pela primeira vez «que era muito meu amigo.» O coração pulsava-lhe vagaroso, os olhos não faiscavam electricidade, os sorrisos eram frios... os meus beijos os não aqueciam n'aquelles labios! «Sinto por ti uma sincera estimaQuando isto se diz, depois d'um amor vertiginoso, que não sabe as phrases triviaes, a paixão está morta. E estava...

Todavia, notando a mui sincera affeição que consagramos a tão estremado engenho, ninguem haja de persuadir-se que o avaliamos como isento de toda a mácula.

Fallecido Barbosa e Silva, o maior numero de seus amigos escriptores tomou a sério a desgraça da morte, e experimentou a impossibilidade de escrever necrologias quando a dôr é sincera e inconsolavel. Os socios da instituição carpideira quasi todos naufragaram por essas restingas dos cemiterios.

Genuino mercador mouro no aspecto, mas sincera e profundamente catholico do coração, d'aquella cidade do Hedjaz dirigiu-se a Mecca, incorporando-se em uma numerosa caravana de peregrinos, e, affectando o recolhimento de um crente da religião de Mafoma, sem mostrar, todavia, como os musulmanos seus companheiros, o semblante macerado e consumido pelo ardor fanatico.

O ingenuo rapaz, porém, não se podendo mais conter, entrou-se tristemente na desgraçada usança portugueza, e abeirando-se da mulher, fez-lhe a seguinte declaração: Deponho aos seus pés, minha senhora, a mais pura e sincera homenagem dos meus respeitos e do meu amor... Ao que a deusa respondeu: Ai! que graça!... Se o cavalheiro soubesse em que eu agora estava a pensar?!...

Presente-se uma alma de poeta em completo antagonismo com outra alma, que ou nasceu fadada para estranhas alegrias ou, menos sincera, sabia concentrar em si mesma o segredo das suas maguas. Quem sabe! Quantas vezes é mentida Dos labios a alegria? Quantas vezes no peito comprimida Nos devora latente uma agonia!

Ah! se ao meu contrario entre as chãmas vira; Eu mesmo, sim, da morte Aos hombros o remira: Inda por elle muito mais obrára: E se nada servisse, Fizera então, Amigo, o que fizeste, Gemêra, e suspirára. Oh! quanto são duraveis as cadêas De huma amizade, quando Se dão iguaes idéas! Se a pezar dos estorvos se sustinha Nossa união sincera, Foi por ser a minha alma igual á tua, E a tua igual á minha.

O cabinda, no entanto, jazia no extremo da varanda, que deitava sobre o terreiro, dizendo comsigo a meia voz: Os brancos veem amanhã; o mulato virá tambem. Cabinda, a senhora moça é tua filha! Vai em meio o jantar, no dia seguinte. A animação é completa, e viva, sincera e espontanea a alegria, que referve em cada conviva.