Como és ingenuo! disseram as silvas do vallado; tu não conheces o mundo, de que nós outras temos uma larga experiencia.» E rangendo lastimosamente, cantaram: Cric, crac! cric, crac! crac! Acabou-se! acabou-se! acabou-se! Não tão cedo como vocês imaginam, respondeu o linho; está uma bella manhã, o sol resplandece, e a chuva faz-me bem; sinto-me crescer e florir. Sou muitissimo feliz

Vossês não imaginam!... Santo nome de Deus! que hombros! que braços! que peito! E a brancura, a perfeição... De endoidecer! Ao principio, como havia muita gente, e ella estava para um canto, acanhadota, não fez sensação. Mas depois a descobriram. E eram correrias, magotes embasbacados... E «quem será?» E «que encantoTodo o mundo perdidinho, até o Rei!

Era que Christina, que em outra qualquer occasião cedia sempre a Magdalena a direcção dos trabalhos domesticos, alli dentro não resignava em ninguem essas funcções. Tomava naturalmente as maneiras de dona de casa, e recebia a mãe, a prima e todas as outras como visitas de intimidade, sim, mas em todo caso, visitas. Não se imaginam os encantos que Henrique achava áquillo.

O que elles theologos imaginam que Deus faz, é aquillo mesmo. Aviltam-no quanto podem. Fujamos d'este lamaçal. Lavemos pés, mãos, cabeça e vestidos. Cauterisemos os beiços com um carvão acceso.

O padre Natario na ultima eleição tinha arranjado oitenta votos! Caspitè! disseram. Imaginam vossês como? Com um milagre! Com um milagre!? repetiram espantados. Sim, senhores.

Emquanto comem em pratos de Sevres ou do Japão, uns manjares exquisitos que o cosinheiro, o seu cosinheiro de dez ou doze libras por mez, lhes impinge traiçoeiramente, sentem-se acanhados diante do olhar frio, do olhar metallico dos criados de meza, e imaginam que elles no mudo escarneo d'esse olhar, lhes dizem que estão percebendo o seu desastramento, os seus gestos grosseiros, e até a saudade com que recordam a assorda e o bacalhau salgado dos bons dias da mocidade.

E retive o Mello Rebello, que repunha a chavena vasia na bandeja, fitei, com um pouco de riso, o Dr. Agudo. Então, francamente, os amigos imaginam que o Jacintho veio para Tormes trabalhar no miguelismo? Muito serio, Mello Rebello chegou o seu grosso bigode á minha orelha: Até corre, como certo, que o Principe D. Miguel está com elle em Tormes!

Tambem resulta que as multidões sempre a multiplicarem-se rejeitem cegamente o inferno, e com o inferno os mais idoneos dictames da moral, indiscretamente sumidos n'esse abysmo. Imaginam uns que a mesma voz que ensina uma injustiça não póde ensinar uma verdade; imaginam outros que a mesma voz que ensina consoladoras verdades, não póde ensinar erros.

Olhos discretos, quando de ordinario são elles os que primeiro atraiçôam e inutilisam a reserva dos labios! Olhos, que ousam fitar-vos sem deixar fugir um segredo, nem desviar-se, por desconfiarem de si proprios! Discretos, mas expressivos de sympathia e de familiar bondade! Não se imaginam os encantos de uns olhos assim!

Nunca se rosnára d'alguma aventura escondida? Parece que com o Dr. Julio... De novo o Fidalgo inventava. De novo Gouveia, repelliu a «mentira»: Nem na Feitosa, nem em Oliveira, nem em Lisboa... De resto, é o que lhe digo, Gonçalo Mendes. Mulher de marmore! Depois, saudando, em submissa admiração: Mas, como marmore... Vossês, meninos, não imaginam a belleza d'aquella mulher decotada!